Notícias

14/06/2022 16:30

PDI-Uefs 2023-2027 encerra ciclo de oficinas temáticas

Discutindo a Gestão Universitária, o Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade Estadual de Feira de Santana (PDI-Uefs 2023-2027) finalizou nesta terça-feira (14) o processo de escuta social com a última oficina temática, no auditório central, das 9h às 11h40. Ao total foram oito oficinas abertas ao público em geral.


Desenvolvido pela Assessoria Técnica de Planejamento Organizacional (Asplan), com o objetivo de construir um instrumento de planejamento e gestão para um período de cinco anos, o PDI carrega a função de identificar o trabalho que a Uefs já vem desempenhando e através desse levantamento traçar a missão, as diretrizes pedagógicas, a estrutura organizacional e as atividades acadêmicas para alcançar novos objetivos e metas, e o aperfeiçoamento da instituição.


O reitor da Uefs, Evandro do Nascimento, destacou que. “o PDI tem uma importância muito grande, porque ele norteia o desenvolvimento das ações finalísticas de ensino, pesquisa e extensão e das ações meio, sobretudo aquelas referentes à gestão administrativa, infraestrutura, comunicação; do aspecto de concepção pedagógica nós temos os avanços a partir do PDI, para dizermos a sociedade como a universidade vai se portar para prestar todos os serviços ao seu alcance, a favor do bem comum e de uma sociedade melhor”.


Segundo o diretor do Centro de Cultura e Arte (Cuca), Aldo Morais, participar das oficinas do PDI contribui para uma visão integrada da Uefs, consequentemente, mais eficiente. ”Participar do PDI é uma experiência rica em muitas dimensões, a possibilidade de ter a inserção da cultura na dinâmica de planejamento e na construção da imagem que a Uefs tem de si mesma, e portanto, do papel que ela atribui ao desenvolvimento da cultura enquanto universidade, junto à sociedade", disse.


A vice-reitora e presidente da comissão do PDI, Amali Mussi, avaliou que a participação da comunidade acadêmica durante o processo de oficinas foi surpreendente “diante a participação dos estudantes, descobrimos pontos fracos da universidade, tão simples de serem resolvidos e que nós só podemos ter esses dados a partir da escuta; as oficinas de ações afirmativas, graduação, assistência, foram todas ricas diante da participação coletiva”.


A construção do plano não se encerra com as oficinas temáticas, a próxima etapa será junto aos órgãos da Administração Central. De acordo com a assessora-chefe da Asplan, Alessandra Barros, “após o levantamento das oportunidades de melhorias realizado durante as oficinas temáticas, a Asplan fará a consolidação destas informações e encaminhará para validação das unidades responsáveis pela implementação de cada eixo proposto, por exemplo, as oportunidades relacionadas às atividades de extensão: nos reuniremos com a Proex e a partir daí será traçado o plano de ação, o passo a passo para a implementação daquela oportunidade de melhoria”, explicou.


Acompanhe detalhes sobre as próximas etapas do plano através da página (http://www.pdi.uefs.br/).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.