Notícias

01/09/2021 21:30

Pesquisa identifica crescimento do emprego formal na economia feirense pelo décimo terceiro mês consecutivo

O projeto de extensão "Conhecendo a Economia Feirense: o Custo da Cesta Básica em Feira de Santana", realizado entre o Departamento de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Feira de Santana (Dcis/Uefs) e a Superintendência de Estudos Econômicos Sociais (SEI), vinculada à Secretaria de Planejamento do Estado da Bahia, executou o levantamento produzido a partir de dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), para o mês de julho, e constatou que o saldo de emprego formal em Feira de Santana obteve mais um resultado positivo, em linha com o movimento observado nacionalmente.

 

A quantidade de trabalhadores admitidos supera a de desligados pelo décimo terceiro mês consecutivo. Em julho, foram realizadas 3.049 admissões e 2.652 desligamentos, resultando em um saldo de 397 novos postos de trabalho, e o número total de empregos formais no município neste período supera em pouco mais de 5% a janeiro de 2020, período anterior à pandemia. Até o momento, em 2021, foram criadas 4.500 novas vagas de trabalho.

 

Acesse aqui o Boletim Completo.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.