Ir ao conteúdo principal

V Congresso Baiano de educação inclusiva


Educação Inclusiva: saberes, práticas e emancipação

08, 09 e 10 de novembro de 2017

Local: Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Feira de Santana - BA

Contato: uefsgepes2017@gmail.com

Público envolvido: Profissionais, Estudantes e Pesquisadores

Fotos de Eventos Anteriores


III CBEI

II CBEI

Sobre


O Congresso Baiano de Educação Inclusiva (CBEI), na sua V edição, que acontecerá nos dias 08, 09 e 10 de novembro, é um evento organizado desde o ano de 2007, pelas instituições públicas de ensino superior (IES) do Estado da Bahia, com o intuito de fomentar discussões a respeito do processo de inclusão nos contextos socioeducacionais. Tal evento integra estudos, pesquisas e práticas vivenciadas no universo educacional, tanto no âmbito da academia quanto da escola básica, e vem se constituindo em um movimento de profissionais da educação e pesquisadores que atuam nas áreas de conhecimento, relacionadas à Educação Especial/Inclusiva, sendo realizado a cada dois anos. Nos anos anteriores o Congresso foi realizado na cidade do Salvador, sob a proponência da Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo a coordenação da Faculdade de Educação, em parceria com a Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB); Universidade Federal Oeste Baiano (UFOB); Universidade Federal Sul da Bahia (UFSB); Universidade do Estado da Bahia (UNEB); Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS); Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Além das IES, se agregam na organização do evento, as secretarias municipais e núcleos regionais de educação. Conta-se ainda com as parcerias das associações de pessoas com deficiências e outros órgãos governamentais e não governamentais da cidade de Salvador, de Feira de Santana e cidades adjacentes. Em todas as edições, o CBEI se constituiu em espaços de aprofundamento de estudos, protagonizados pelos grupos de pesquisas que problematizaram as temáticas centralizadas nas discussões sugeridas. Associam-se a essas discussões acadêmico-científicas relatos e teorizações de profissionais da educação básica que vivenciam rotineiramente processos de (não) inclusão. Assim, o objetivo principal desses eventos foi/é transversalizar reflexões a respeito da Educação Inclusiva e temas afins, para contribuir com a construção de saberes e práticas nessa perspectiva. Pretendemos, nesse contexto, alargar vivências e teorias que conduzam as pessoas, inseridas em processos excludentes, ao empoderamento e a emancipação. Nesta oportunidade, apresentamos a intenção de realizar o V CBEI sublinhando que, assim como nas edições já realizadas, almejamos estabelecer parcerias para compartilharmos atos educacionais inclusivos. Assim, nesta edição, queremos promover o diálogo centralizando temas que envolvem os direitos e a emancipação das pessoas com deficiência, com doenças crônicas, bem como debater temas que contemplem categorias de gênero, etnias e minorias. Enfatizamos a lógica de que é preciso refletir sobre a emancipação dos sujeitos envolvidos em situações, nas quais as diferenças/diversidade sejam consideradas experiências negativas, porque isso cerceia a autonomia dos indivíduos. Por esse veio é importante trazer o campo educacional para o centro do debate. Na direção de se contrapor a ideias que subestimam a capacidade dessas pessoas, estarão em pauta, no evento, discussões coletivas sobre o conhecimento produzido pelos grupos de pesquisas das IES, e das demais instituições educacionais, nas diferentes áreas de conhecimento. Nesse sentido, daremos prioridade às argumentações que propiciem uma maior atenção à heterogeneidade presente nas instituições de ensino.

A V edição do CBEI terá a proponência da UEFS através da PROPAE, PROGRAD, PROEX e do Departamento de Educação, por meio do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Especial (GEPEE), contando com a parceria das IES estaduais e federais baianas e de outras instituições já mencionadas. Seguindo a linha das edições anteriores, o V CBEI deverá contemplar campos discursivos na área da educação inclusiva, propondo conferências, mesas, comunicações orais, minicursos e pôsteres sobre temas específicos, que deverão orbitar em torno dos eixos temáticos que são propostos nesta edição. Esperamos ainda que os professores, pesquisadores, estudantes, profissionais de todas as áreas e demais interessados ampliem cada vez mais os estudos sobre a temática central.

Eixos temáticos

  • Políticas Públicas para a Inclusão Educacional;
  • Preconceito, Violência e Emancipação do Sujeito;
  • Deficiência / Diferença em uma Abordagem Socioantropológica;
  • Formação Docente e Educação Inclusiva: saberes e práticas;
  • Contextos culturais, tecnologias e acessibilidade;
  • Diversidade étnico-racial, de gênero e de condições de saúde nos espaços educacionais;
  • Deficiência e sociedade;
  • Pesquisas e práticas em Educação Especial/Inclusiva.

Programação cultural

Acreditando que a cultura e o conhecimento científico são indissociáveis, em todas as edições do CBEI também se guarda espaço para as apresentações culturais, porque estas ampliam a dinâmica do Congresso. Esse momento permite que os participantes tenham acesso a uma programação cultural diversificada e que conheçam a produção artística das pessoas que vivenciam o processo de inclusão/exclusão.

Objetivos do evento

Discutir a Educação Inclusiva no contexto das diferenças e da diversidade humana, promovendo a reflexão coletiva sobre processos educacionais inclusivos/excludentes. Fomentar o debate interdisciplinar sobre a Educação Inclusiva entre os variados segmentos da comunidade acadêmica; Propiciar discussões sobre a atuação e protagonismo das pessoas com deficiência/ necessidades educacionais especiais e com doenças crônicas no contexto educacional; Promover a interconexão entre diversos/as pesquisadores/as estudiosos/as e interessados/as em pesquisas voltadas para a diversidade e as diferenças em ambientes socioeducacionais.

Histórico do evento

O I CBEI foi realizado no ano de 2007, sediado pela UFBA. O evento se constituiu a partir de diálogos permanentes entre os grupos de pesquisa das IES federais e estaduais baianas. O congresso se consolidou como terreno de discussões sobre a temática da inclusão nos espaços acadêmicos e teve como primeiro tema gerador “A deficiência como produção social”. O evento reuniu aproximadamente 800 participantes e teve elevado índice de aprovação. O público se constituiu de professores/pesquisadores brasileiros, do norte e nordeste, bem como de professores da educação básica. O II CEBEI também foi realizado em Salvador no ano de 2009 e teve maior amplitude ao se agregar ao III Fórum Internacional para pessoas com surdocegueira e deficiência múltipla sensorial - III FIPESC. A temática central orbitou em torno das discussões sobre Direitos Humanos e Políticas Públicas, contemplando a realidade vivida à época em que se discutia, em todos os setores e redes sociais, os desafios de se efetivar a inclusão das pessoas com deficiências nas diferentes instâncias sociais e educacionais. A qualidade do evento configurou-se mediante a apresentação de pesquisas, realizadas em âmbito nacional, internacional e regional. Ampliou-se o número de participantes e a adesão dos professores da educação básica das esferas estadual, municipal e privada, passando de 800 da edição anterior para 1.000 profissionais. O III CBEI realizou-se em 2011, na mesma cidade, tendo como tema Educação inclusiva: práticas, formação e lugares. O evento objetivou aprofundar discussões e reflexões a respeito da necessidade de mudança de paradigmas, no que se refere à inclusão e permanência do aluno com deficiência física e sensorial no contexto escolar, destacando o processo de formação docente e a realização de práticas pedagógicas interdisciplinares, no sentido de promover ações educativas na perspectiva inclusiva nos diferentes espaços / lugares educativos. Do III CBEI resultou mais uma publicação científica em formato de livro impresso, editado pela EDUFBA, sob o título: O professor e a educação inclusiva: formação, práticas e lugares, livro indicado em vários Programas de Pós-Graduação em Educação, evidenciando as contribuições do evento para a comunidade científica. O IV CBEI teve como tema central: Educação Inclusiva: uma abordagem multidisciplinar e foi realizado conjuntamente com o II Simpósio Brasileiro de Educação Especial - II SBEE, em agosto de 2014, na FACED/UFBA, também na cidade de Salvador-Bahia. Nesta edição, o evento priorizou a discussão sobre o conhecimento construído a respeito da educação das crianças e jovens com necessidades educacionais especiais, no sentido de pensar proposições para a prática de uma escola inclusiva. Nessa direção, foram discutidas temáticas envolvendo avaliação psicopedagógica das necessidades educacionais especiais; políticas e práticas de Inclusão; diálogo multidisciplinar em Educação Especial; Formação do Professor; Ética, Pesquisa e Deficiência, Artes, Esporte, Lazer e Ludicidade. Outros temas relacionados à discussão central também foram problematizados.

Inscrição e Valores


Categoria Até 20/09/2017 com inscrição de trabalho Até 31/10/2017 No dia do evento
Estudantes R$ 50,00 R$ 75,00 R$ 100,00
Profissionais R$ 100,00 R$ 150,00 R$ 200,00

Critérios de avaliação para os trabalhos a serem apresentados no evento


1 - Das Normas Gerais

  • 1.1 - A inscrição de trabalho dever ser realizada mediante o preenchimento da ficha de inscrição e envio do trabalho para o email: enviodetrabalho5cbei@gmail.com
  • 1.2 - Cada inscrito poderá enviar até três trabalhos como autor ou em coautoria; os trabalhos poderão ter até, no máximo, três componentes entre autores e coautores.
  • 1.3 - A inscrição poderá ser dirigida para uma das categorias: Sessão de Comunicação Oral e Pôster. Para comunicação Oral deve ser enviado artigo completo, ou seja, artigo contendo de 8 a 12 páginas. Para Sessão de Pôster Acadêmico ou Institucional, deve ser enviado somente resumo expandido contendo três páginas.
  • 1.4 - Os trabalhos inscritos serão selecionados pela Comissão Científica.
  • 1.5 - A data e o local de apresentação do trabalho estarão disponíveis no site, oportunamente.
  • 1.6 - Não serão aceitos trabalhos que não obedeçam aos critérios de apresentação estabelecidos.

2 - Da Elaboração do Trabalho

  • 2.1 - Os artigos para comunicação oral e resumos para o pôster devem ser apresentados em Programa: Word for Windows; Fonte: Times New Roman, tamanho 12; Margem superior e inferior com 2,5 cm; Margem esquerda e direita com 3 cm; Espaçamento entre linhas de 1,5 cm; Alinhamento: Justificado; Páginas numeradas a partir da segunda (no alto, à direita).
  • 2.2 - Os trabalhos dos alunos de graduação só serão aceitos com orientação de professor. O autor deve discutir com seu orientador o texto final.
  • 2.3 - Antes de enviar o trabalho, os autores devem realizar rigorosa revisão gramatical, ortográfica, de digitação e de conteúdo. A inobservância desses cuidados pode justificar a recusa do trabalho.
  • 2.4 - O artigo a ser encaminhado para comunicação oral deverá: *conter de oito a (08) a doze (12) páginas; * título com letras maiúsculas em negrito centralizado e ter, no máximo, duas linhas; * nome completo e sem abreviaturas do(s) autor(es) e orientador(es), este(s) quando se aplicar; eixo temático; * identificação em rodapé dos dados relativos ao(s) autor(es) - titulação acadêmica, instituição e curso a que pertence(m), e-mail e indicação da categoria do autor; * resumo de, no máximo, 250 palavras de texto. O texto do resumo, que virá como prólogo do artigo, deverá ter um único parágrafo, justificado, sem figuras, gráficos ou tabelas e não deverá conter citações bibliográficas; * indicação de 3 palavras-chave; *introdução com uma visão geral sobre o assunto, com definição do objeto e dos objetivos do trabalho, recurso metodológico, relevância do tema, etc.; *desenvolvimento do tema do trabalho com exposição ordenada e pormenorizada do assunto; * conclusão correspondente ao objetivo do trabalho; *referências bibliográficas das citações.
  • 2.5 O Pôster Acadêmico ou Institucional deverá ser encaminhado na forma de resumo expandido em três (03) páginas, contendo: * título com letras maiúsculas em negrito centralizado e ter, no máximo, duas linhas; eixo temático;* nome completo e sem abreviaturas do(s) autor (es) e orientador (es), este(s) quando se aplicar; * identificação em rodapé dos dados relativos ao(s) autor (es) - titulação acadêmica, instituição e curso a que pertence(m), e-mail e indicação da categoria do autor*, resumo expandido, referências bibliográficas das citações.

Critérios de Avaliação para os trabalhos a compor a publicação

  • 1. Ao(s) trabalho(s) aprovado(s) pela Comissão Científica será garantida a publicação nos Anais do evento.
  • 2. Dos critérios para avaliação dos trabalhos: (a) Adequação do título ao trabalho; (b) Fundamentação e relevância do estudo; (c) Qualidade gramatical do texto; (d) Objetividade; (e) Adequação do método aos objetivos propostos (se for o caso); e (f) Clareza na apresentação dos resultados e sua discussão (se for o caso).

3 - Das Normas Gerais

  • 3.1 - A temática central, embora seja uma referência, não é fator excludente para a natureza dos trabalhos inscritos;
  • 3.2 - Os trabalhos inscritos serão selecionados pela Comissão Científica.
  • 3.3 - Não serão aceitos trabalhos que não obedeçam aos critérios de elaboração estabelecidos.

Organização e Realização


Seja um monitor do evento


Veja o

Edital

Baixe a

Ficha de inscrição

Programação


Dia 8 de Novembro

Manhã

Horário Atividade
08:00 às 09:30 CREDENCIAMENTO
09:30 MOMENTO CULTURAL
10:00 CONFERÊNCIA DE ABERTURA
12:00 INTERVALO PARA ALMOÇO

Dia 8 de Novembro

TARDE

Horário Atividade
14:00 às 17:30

MINICURSOS

  • 1–Tecnologia Assistiva Ministrante: Luciana Damasceno (OSID)
  • 2 – Audiodescrição Ministrante: Sandra Rosa Farias (UNEB)
  • 3 – Sala de Recursos Multifuncionais como lócus de aprendizagem Ministrantes: Ustane Fabiola (GEPEE) Rosimeire da Silva Olveira (SEC) Izabel Cristina Araújo (GEPEE)
  • 4 – Classe Hospitalar Ministrantes: Antoneide Santos (UNEB) Maria Celeste Ramos OSID
  • 5 – Acessibilidade e Direitos Humanos Ministrantes: Marina Helena C. Silva, Fernanda Marcelo Souza (UESB). Sally da Conceição Soares Oliveira, Thamires Oliveira de Souza
  • 6 - Alfabetização e letramento de crianças com autismo Ministrantes: Carla Salati Guillero Pires (UESB) Giulis Castelhano Boareto (UESB)
  • 7 - Educação Física e Esporte Adaptado Ministrante: Josley Viana de Souza (UESC)
  • 8 - Corpo, intervenção artística e acessibilidade Ministrante: Ana Rita Queiroz Ferraz UEFS)
  • 9 – Ensino Colaborativo Ministrante: Danusia Lago (UFSB)
  • 10 – Práticas educativas Inclusivas Ministrante: Genigleide Santos da Hora (UESC)
  • 11- Atuação dos Profissionais de Apoio aos Estudantes Público Alvo

Dia 9 de Novembro

Manhã

Horário Atividade
08:00 às 08:30 MOMENTO CULTURAL
08:30 Mesa 01 – Formação para a Educação Inclusiva
João Danilo Batista Oliveira (UEFS)
Theresinha Miranda (UFBA)
Selma Norberto Matos (UESB)
Genigleide Santos da Hora (UESB)

Coordenação Debates Mesa 02 - Deficiência e sociedade.
Sandra Samara Pires Farias (IFBA)
Luciene Maria da Silva, (UNEB)
Alessandra Barros (UFBA)
José Antonio Souza Matos (SEC)

Coordenação Debates Mesa 03 - Pesquisas e Práticas em Educação Especial/Inclusiva
Susana Couto Pimentel (UFRB),
Edinalma de Oliveira Rosa Bastos (UNEB)
Marcos Welby Simões Melo (SMEC- SSA)
Nelma Sandes Galvão (UFRB)
Coordenação Debates
12:00 INTERVALO PARA ALMOÇO

Dia 9 de Novembro

Tarde

Horário Atividade
08:00 às 08:30 MOMENTO CULTURAL
14:00 às 17:30 COMUNICAÇÃO ORAL

Dia 10 de Novembro

Manhã

Horário Atividade
08:00 às 08:30 MOMENTO CULTURAL
14:00 às 17:30 Mesa 04 - Contextos Culturais, Tecnologias e Acessibilidade
Sandra Rosa Farias (UNEB),
Teófilo Galvão Filho (UFRB),
Francisco Alexandre. F. B. Godinho (UTAD - Portugal),
Solange Lucas Ribeiro (UEFS) Coordenação
Debates

Mesa 05 - Políticas Institucionais e Inclusão no Ensino Superior
Marina Helena Chaves Silva (UESB),
Ivete Maria dos Santos (UESC)
Jaciete Barbosa dos Santos (UNEB)
Maria José Duboc (UEFS) Coordenação
Debates

Mesa 06 - Diversidade étnico-racial, de gênero e de condições de saúde nos espaços educacionais.
Ubiratan Vieira (UFFS)
Antonilma Castro (UEFS-UNEB)
Othon Vinícius Agra (UEFS)
Sheila Uzeda (UFBA) Coordenação
Debates

12:00 INTERVALO PARA ALMOÇO

Dia 10 de Novembro

Tarde

Horário Atividade
14:00 às 15:00

SESSÃO POSTER

Izabel Cristina Araújo Almeida (UEFS-GEPEE) Coordenação
15:30

PALESTRA DE ENCERRAMENTO

Diversidade/Diferença: Preconceito e Bullying
Palestrante: Gustavo Martim Piccolo (UFSCar)

Comissões


COMISSÃO EXECUTIVA

Solange Lucas Ribeiro (Coordenação)
Lucimêre Rodrigues de Souza (Coordenação)
João Danilo Batista de Oliveira
José Antônio Souza Matos
Antonilma Santos Almeida Castro
Edinalma Rosa Oliveira Bastos
Maria José Duboc

COMISSÃO CULTURAL

Maria Jose Duboc (Coordenadora)
Edinalma Rosa Oliveira Bastos

COMISSÃO CIENTÍFICA

Antonilma Santos Almeida Castro – Coordenadora
Carla Salati Almeida Ghirello-Pires
Claudia Paranhos
Edinalma Rosa Oliveira Bastos
Elizabeth Reis Teixeira
Erivaldo de Jesus Marinho
Euler Moraes Penha
Félix Marcial Díaz-Rodríguez
Genigleide Santos da Hora
Ivete Maria dos Santos
Jaciete Barbosa dos Santos
José Antonio Souza Matos
João Danilo Batista de Oliveira
Joslei Viana de Souza
Lilian Miranda Bastos Pacheco
Lucimêre Rodrigues de Souza
Marcia Torres Neri Soares
Maria José de Oliveira Duboc
Marina Helena Chaves Silva
Nelma de Cássia Sandes Galvão
Patrícia Carla da Hora Correia
Sandra Rosa Farias
Solange Lucas Ribeiro
Susana Couto Pimentel
Teófilo Alves Galvão Filho
Viviane Dias
Wolney Gomes Almeida
Zenilda Fonseca de Jesus Souza

COMISSÃO DE SECRETARIA

Maria Jose Duboc (Coordenadora)
Lygia Gottgtroy Fraga
Lívia Maria Reis

COMISSÃO DE MONITORIA

Suzana Nogueira – Coordenadora
Izabel Cristina Araújo Almeida
Maria Josimeire Silva de Carvalho

COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA

Juliana Oliveira dos Santos (coordenadora)
Maria das Graças da Silva Tourinho Reis

COMISSÃO FINANCEIRA

Maria José de Oliveira Duboc – Coordenadora
Lindimara Oliveira de Almeida
Nelma Sandes Galvão
Rosemeire da Silva Oliveira
Thais Oliveira Duboc

COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO

Rosemeire da Silva Oliveira – Coordenadora
Maria Josimeire Silva de Carvalho
Marina Helena
Ligia Gottgtroy Fraga
Selma Norberto Matos

COMISSÃO DE ACESSIBILIDADE

Aline Pereira da Silva Matos – Coordenadora
Gustavo Leão de Melo Carneiro
Marcílio de Carvalho Vasconcelos
Sátila Souza Ribeiro
Ustane Fabíola Cerqueira de Oliveira
Sandra Rosa Farias

HOTEIS E RESTAURANTES SUGERIDOS