Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Colegiados Colegiado de Enfermagem Labenf Menus MONOGRAFIAS Resumos Resumos da turma 1998.1 Humanização em unidade de terapia intensiva (UTI): a visão do cliente consciente internado.

Humanização em unidade de terapia intensiva (UTI): a visão do cliente consciente internado.

PEREIRA, Taísa Mota. 1998. Monografia. (Graduação em Enfermagem) – Departamento de Saúde, Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana.

PEREIRA, Taísa Mota. Humanização em unidade de terapia intensiva (UTI): a visão do cliente consciente internado. 1998. Monografia. (Graduação em Enfermagem) – Departamento de Saúde, Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana.

Profª. Maeli Gomes de Oliveira (Orientadora).

RESUMO
A humanização é um assunto bastante discutido atualmente e compreende uma série de atitudes e mudanças estruturais a nível hospitalar. Neste trabalho enfatiza-se a importância da humanização na unidade de terapia intensiva, apresentando resultados através de gráficos e discutindo as concepções e experiências vividas por pacientes internados numa UTI num hospital particular da cidade de Feira de Santana. Reconhecendo que a permanência do paciente na UTI significa para ele um período de apreensão, principalmente pelo isolamento a que está obrigado, a ênfase em humanização é essencial em terapia intensiva. Isto significa cuidar do paciente de forma integral e psicológica. Os dados foram obtidos através da observação e de um questionário aplicado aos clientes conscientes internados nesta UTI, objetivando detectar e identificar os incômodos mais frequentes apresentados durante o período de internação. Os resultados foram analisados pelo programa Microsoft Word e Excel 1997. Evidenciou-se que os clientes entrevistados demonstraram maior preocupação e queixas em relação ao horário de visita, reações dolorosas e temperatura do ambiente. Daí porque a humanização da UTI interfere diretamente na recuperação mais rápida do cliente e ameniza a angustia, e o medo, que são características peculiares ao cliente internado em UTI.

PALAVRAS-CHAVE
Humanização da assistência, UTI.