Notícias

01/08/2020 18:50

Jornada Virtual da Uefs encerra com público estimado de 22 mil pessoas

“A barulheira da saudade incomodou um galo, que logo procurou outros galos para tecerem o amanhã”. A paráfrase de um poema de João Cabral de Melo Neto foi o início de uma história contada pela professora da Uefs, Luciene Souza, sobre a Jornada Virtual, encerrada na tarde deste sábado (1º). O evento, que durou seis dias, foi o resultado do trabalho de uma equipe que reuniu professores, servidores técnicos e estudantes em torno de um mesmo objetivo: promover a troca de aprendizados que contribuam para um mundo melhor.

Com este propósito, 122 mesas-redondas, 60 minicursos, 27 oficinas, 100 vídeos, 64 podcasts, 5 grandes debates e cerimônias de abertura e encerramento agregaram pouco mais que 22 mil pessoas, durante os dias de programação. Uma expectativa superada, inclusive, pela comissão organizadora do evento.

“Avalio que a Jornada foi um sucesso e eu posso dizer que superou muito as melhores expectativas. O evento teve grandes debates, muita participação do público, muita diversidade. A nossa principal expectativa era expor e debater todas as contribuições de uma universidade pública como a Uefs, e acho que isso aconteceu de forma bastante enfática. As mesas, minicursos, comunicações e atividades culturais eram das temáticas mais diversas”, declarou o professor Laurênio Sombra, membro da organização.

A grandiosidade do evento foi reconhecida pelo público, pelos proponentes de atividades e também pelos debatedores, a exemplo do ator Vladimir Brichta, que participou de uma discussão acerca das perspectivas da cultura para o período pós-pandêmico.  “Encontros como esse, ainda que percam em alguns aspectos por não serem presenciais, também ganham pelo alcance que o formato virtual permite. Temos uma troca mais limitada, mas uma escuta amplificada. Essa amplificação, que permite que mil pessoas acompanhem ao vivo o debate e outras tantas tenham acesso depois, certamente fortalece essa rede de troca de conhecimento que foi o verdadeiro sentido do evento”, disse.

Na cerimônia de encerramento da Jornada Virtual a vice-reitora da Uefs, professora Amali Mussi, que participou ativamente da organização, contou um pouco da trajetória e da missão do evento. “Um pequeno grupo iniciou um movimento histórico na nossa universidade e conseguimos fazer um movimento democrático com a participação de muitos setores. Nós sonhamos juntos e aqui estamos realizando juntos. A Jornada se constitui como um ato de militância heroica e essa militância foi um elemento aglutinador que aproximou pessoas que têm compromisso com a nossa Instituição”, afirmou.

Já o reitor, Evandro do Nascimento destacou que “nós precisamos cultivar na memória todos os aprendizados e tudo que no inspirou, ao longo desses dias. Que nós possamos levar as grandes lições dessa diversidade, quando retornarmos às atividades presenciais, seja no fazer universidade, seja no ensino, na pesquisa, na extensão, seja na gestão, no acolhimento, seja no fazer humano dentro da universidade”.

Toda a transmissão do evento foi gerenciada pela equipe da EComp Jr, empresa júnior de Engenharia da Computação, com o auxílio das empresas juniores de Engenharia de Alimentos e Civil. Grande parte da programação também foi exibida, ao vivo, pelo canal da TV Olhos D’Água no Youtube. As atividades foram traduzidas por intérpretes de libras do Núcleo de Acessibilidade da Uefs.

Confira AQUI todos os detalhes da Cerimônia de Encerramento da Jornada Virtual da Uefs, que também contou com a apresentação musical da cantora Beth Dias.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.