Notícias

23/05/2020 19:00

Nota sobre confirmação de caso de Covid-19

A Administração Central da Universidade Estadual de Feira de Santana informa que foi constatado um caso confirmado da COVID-19 em um trabalhador do serviço de vigilância da instituição. Desde o dia 20/05 um vigilante e uma vigilante relataram aos seus superiores hierárquicos estar com sintomas que poderiam ser da COVID-19. No mesmo dia, ambos foram dispensados do trabalho e orientados a cumprir isolamento social conforme preconizado por autoridades sanitárias. Foram realizados testes para confirmar ou não o contágio pelo novo coronavírus. Hoje (23) foram apresentados os resultados dos testes, e apenas um dos casos suspeitos se confirmou.

Diante deste fato, está sendo realizado um trabalho de isolamento das dependências físicas onde o vigilante atuava, bem como a desinfecção. O acesso ao campus continuará com restrições. Também está sendo realizado um trabalho de identificação de outras pessoas com as quais ele possa ter tido contato para a devida assistência e monitoramento, em parceria com os órgãos de vigilância epidemiológica municipal. A empresa AVI, que é a empregadora, está dando toda a assistência aos dois vigilantes, independente da confirmação do contágio.

Destacamos que todos os cuidados foram tomados para a proteção dos trabalhadores da vigilância, desde o dia 20/03, quando todas as atividades acadêmicas e administrativas da UEFS foram orientadas a ser desenvolvidas em trabalho remoto, e o serviço de vigilância permaneceu atuando por ser de natureza essencial. A primeira medida, adotada ainda no dia 17/03, foi dispensar das atividades os profissionais dos grupos de risco, de acordo com as orientações emitidas pelas autoridades sanitárias. A partir de 20/03, o acesso ao campus universitário foi restringido somente a pessoas com autorização, ou em escala de trabalho presencial, inclusive outros trabalhadores de serviços terceirizados, como forma de reduzir o risco para esses profissionais decorrentes dos contatos com o público. Os vigilantes também receberam máscaras, uma cartilha com orientações e álcool em gel.

As ações para a proteção desses e outros profissionais que atuam na UEFS seguirão em curso. Asseguramos que todo e qualquer caso suspeito no âmbito da instituição sempre foi e sempre será acompanhado da devida verificação e assistência. A Administração Central considera fundamental exercer a transparência sobre essas informações, e solicita que seja evitada a propagação de informações que não sejam oficiais da instituição a respeito destes fatos, a fim de que não se instale o pânico e para que a situação seja tratada com base em premissas científicas, epidemiológicas e, sobretudo, solidárias e humanizadas no cuidado com as pessoas envolvidas.

Toda vida nos importa!!! Vamos superar esse momento juntos.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.