Tipos de pneumonia

 

A pneumonia é classificada de acordo com o seu agente causal e é categorizada como bacteriana ou atípica. A pneumonia também pode ser causada por terapia com radiação, ingestão de substâncias químicas e aspiração. A pneumonia por radiação pode seguir a terapia com radiação para câncer de mama ou de pulmão, usualmente seis semanas ou mais após o término do tratamento. A pneumonia química pode ocorrer após a ingestão de querosene ou inalação de gases irritantes.

Quando uma porção substancial de um ou mais lobos é envolvida, a doença é referida como pneumonia lobar. A broncopneumonia descreve a pneumonia que está distribuída em placas, tendo-se originado em uma ou mais áreas localizadas para o parênquima pulmonar circunvizinho. A broncopneumonia é mais comum que a pneumonia lobar.

 

FORMAS COMO OCORRE

 

forma lobar

forma broncopneumônica

(Broncopneumonia)

 

Pneumonia Bacteriana :
Este grupo de doença, é apresentada de acordo com os seus agentes causais. A pneumonia causada pelo streptococcus pneumoniae é a pneumonia bacteriana mais comum . Em geral, os pacientes com pneumonia bacteriana apresentam uma doença subjacente crônica ou aguda, que compromete as defesas do hospedeiro e é mais comum e mais presente durante os meses de inverno, nas zonas temperadas e entre indivíduos da população da idade de 15 a 45 anos.

Existem outros microorganismos que também provocam a pneumonia bacteriana, porém com freqüência bem menor; entre eles incluem-se a Klebsiella pneumoniae, Staphyloccus aureus, Haemophilus influenzae, Legionella peumophila. Pode ocorrer como uma forma lobar ou broncopneumônica.

Fisiopatologia

A pneumonia bacteriana cria problemas ventilatórios de difusão. Uma reação inflamatória iniciada pela bactéria ocorre nos alvéolos e produz uma secreção, esta por sua vez interfere no movimento e na difusão do oxigênio e dióxido de carbono. Os leucócitos, em grande parte os neutrófilos também migram para dentro dos alvéolos e preenchem os espaços que normalmente contêm ar. As áreas do pulmão não são adequadamente ventiladas por causa das secreções, edema de mucosa e broncoespasmos provocando a oclusão parcial dos brônquios e alvéolos, com resultante queda da pressão alveolar de oxigênio. O sangue venoso penetra nos pulmões, atravessa área hipoventilada e sai do pulmão para o lado esquerdo do coração sem ser oxigenado. Em essência, o sangue é desviado da direita para esquerda do coração. Esta mistura de sangue oxigenado com não oxigenado resulta eventualmente, em hipoxemia arterial( diminuição do oxigênio no sangue) e hipercapinia arterial( aumento de dióxido de carbono no sangue).

Sintomas

Comumente começa com um rápido estabelecimento de calafrios, febre de elevação rápida e dor torácica, que é agravada pela respiração e tosse. O paciente gravemente doente apresenta traquipnéia acompanhada por roncos respiratórios, batimento de asa do nariz e utilização dos músculos acessórios da respiração. A depender da bactéria que ocasionou a pneumonia , o doente irá manifestar escarro de coloração que varia desde acastanhado à esverdeado.

Pneumonia atípica

São aquelas causadas por outros agentes, que não bactérias.

Pneumonia Viral

Acredita-se que um terço das ocorrências de pneumonia sem causadas por vírus. Vários são responsáveis por infecções do trato superior respiratório, inclusive a pneumonia que normalmente não é sério e duram pouco tempo.

O vírus influenza manifesta-se mais severamente e pode ser fatal. O vírus invade os pulmões e se multiplica, sem que se perceba fisicamente, que o tecido dos pulmões estão se preenchendo por fluidos. A incidência é maior em pessoas com doenças pulmonares e em gravidas.

Sintomas:

Inicialmente são os mesmos que uma gripe: febre, tosse seca, dor de cabeça, dores musculares e fraqueza. Entre 12 e 36 horas observa-se uma crescente ofegância; a tosse piora e produz uma pequena quantidade de muco febre alta e uma coloração azulada nos lábios. Em casos extremos o paciente pode sentis desesperadamente falta de ar. A pneumonia Viral pode ser agravada por invasão bacteriana, com os típicos sinais da pneumonia bacteriana.

Pneumonia por micoplasma

Por causa de alguns sintomas diferentes e do curso da doença já se acreditou que a micoplasma pneumonia era causada por um vírus desconhecido, sendo por isso dominada "pneumonia atípica primária". Identificada durante a Segunda guerra, o micoplasma causa uma pneumonia suave. Ocorre em todas as idades, porém mais freqüentemente em crianças e adultos jovens. O óbito ocorre somente se não tratada.

Sintomas:

O mais proeminente sintoma de micoplasma pneumonia é uma tosse que vem em violentos ataques. Calafrios e febre e em alguns pacientes náusea ou vomito. Pode ocorrer ainda uma profunda fraqueza que dura bastante tempo.

 

Outros tipos de pneumonia

 

PCP

Pneumocystis carinii Pneumonia (PCP) é causada por um organismo que acredita-se ser um fungo. PCP é o 1º sinal de doença em muitos pacientes com AIDS.

Outros tipos de pneumonia menos comuns, podem, ser mais graves ou menos graves que as anteriormente citadas e ocorrem repetidamente. Podem ser causadas por fungos. Corpos estranhos e uma obstrução dos brônquios, assim como um tumor, podem provocar a ocorrência da pneumonia, mesmo se estas não são causas de pneumonia. A pneumonia tuberculósica é uma infecção pulmonar muito séria e extremamente perigosa, a menos que seja tratada cedo.