Notícias

08/07/2019 15:30

Lançamento de livros da Uefs Editora tem o canto negro do Pomba de Malê

O negro de pomba quando sai da rua nova, ele traz na cinta uma cobra coral” foi o canto que ecoou no hall do prédio da reitoria da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), durante o lançamento coletivo de livros promovido pela Uefs Editora. A música foi puxada pelo pesquisador e escritor Eduardo Oliveira Miranda, autor de “Territorialidades Negras em Feira de Santana: Cores, sons e formas potencializados pelo Afoxé Pomba de Malê” e todos os presentes se juntaram num coral de contagiante energia.

Ao total foram apresentados dez livros que passam a integrar o catálogo da editora que já conta com 265 títulos publicados. O reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento, ressaltou a importância da produção e divulgação científica levando em conta o atual contexto político e econômico das universidades, e reafirmou a Uefs Editora como um espaço de resistência dessas produções.

A autora do livro “Boi na Pista! - Sociabilidade, Esporte e Lazer na Princesa do Sertão”, Adriana Priscilla Costa, destacou a função da universidade para discutir e mostrar os diversos olhares sobre a cultura. A pesquisa tem como foco a vaquejada e sua trajetória histórica. “Este livro contribui para a percepção das relações de família, território, identidade com a dimensão de pertencimento envolvida na vaquejada”, diz a autora.

Foi lançada ainda, uma série valiosa e rica de cinco livros que abordam temas conexos, como mapeamento ambiental participativo, conhecimento ecológico tradicional e experiência intercultural em territórios Pataxó, no sul da Bahia, e em comunidades da Bolívia e do México, é o resultado do trabalho de um grupo de pesquisadores do Brasil e destes dois países hispano-americanos, alguns dos quais são professores da Uefs. Os textos estão editados em português, espanhol e inglês.

E os livros Feira de Santana: memória e remanescentes da arquitetura eclética, de Juraci Dórea, identifica, mapeia e analisa as transformações ocorridas no patrimônio arquitetônico da cidade nas últimas décadas; Os verbos de padrão especial no português do século XVI, de Zenaide de Oliveira Novais Carneiro, é uma contribuição relevante ao conhecimento da fase clássica da língua portuguesa porque estuda os verbos que, na tradição gramatical, são conhecidos como irregulares; e com organização de Elsa Souza Kraychete, Brasil-África: cooperação e investimentos reúne trabalhos desenvolvidos no LABMUNDO (Laboratório de Análise Política Mundial) por pesquisadores de cinco universidades baianas — UFBA, UFBR, UNEB, UEFS e UCSal — sobre a relação do Brasil com países africanos.



Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.